Jether Garotti Júnior

Biografia

Jether Garotti Júnior

Nascido em 11 de fevereiro de 1966 em São Paulo, iniciou seus estudos de música em 1972 no laboratório de música GEGEDEC (Grupo Escolar Ginásio Experimental “Dr Edmundo de Carvalho”) com a Professora Sofia Helena Freitas Guimarães de Oliveira ao piano, flauta doce e violão. Em 1981 ingressou no Conjunto de Flautas Doce “Guiomar Novaes” sob regência da Prof. Sofia Helena, realizando concertos nos mais importantes palcos de São Paulo e do Brasil. No mesmo o conjunto foi premiado pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) como o “Melhor Conjunto Instrumental de Música Erudita” daquele ano.

Em 1984, ingressou na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) se graduando em 1989 como clarinete erudito, participando de vários atividades concertos e apresentações com grupos camerísticos como Festival de Campos do Jordão, Encontros de Orquestras de Tatui, Quinteto Poulenc e fazendo parte desde 1986 da Orquestra Sinfônica Juvenil do Litoral regida pelo Maestro Lutero Rodrigues e da Orquestra Sinfônica de Santo André regida pelo Maestro Flávio Florence, onde permaneceu até 1989. Neste período foi regente do Coral da Letras USP e do Coral da Odonto USP e professor de clarinete do X Festival de Música de Prados em 1987.

Em 1987 a 1995 fez parte como pianista e clarinetista do grupo “Heartbreakers”, onde participou de diversos shows em casas de espetáculos em São Paulo e no Brasil. Participou de musicais “Emoções Baratas”(1987) e “Mucho Corazon”(1990) dirigidos por José Possi Neto, gravou CD’s como “Elligtonia” (1988) e “Só vale de dançar”(1990).

Em 1990 a convite da cantora Zizi Possi, participou da criação e elaboração do CD “Sobre Todas as coisas”, ganhador de diversos prêmios e participando de vários shows pelo Brasil, iniciando uma parceria que dura até hoje, completando 24 anos de muita música.

Em 1991 fez parte do grupo “Hard Bop e Café” premiado no concurso “Free Som” com a participação no Festival Free Jazz daquele ano. No mesmo ano, gravou com Jane Duboc o CD “Mouvie Melodies” se apresentando pelo Brasil a fora.

Em 1993 com Zizi Possi, participou do projeto “Valsa Brasileira”(1993), “Mais Simples”(1995), “Per Amore”(1997), “Passione”(1998), “Puro Prazer”(1999) - indicado ao prêmio de “Melhor cd de Música Brasileira” e “Melhor Cantora” do 1st Annual Latin GRAMMY Awards em Los Angeles. Depois participou de projetos como “Bossa” (2001), “Prá Inglês ver…e ouvir”(2005), “Cantos e Contos”(2008) e “Tudo se Transformou” (2010), completando 24 anos acompanhando a cantora Zizi Possi como instrumentista, arranjador e hoje maestro de Zizi.

Participou também de projetos com Milton Nascimento da tour do CD “Amigo”(1995), Naná Vasconcelos nos projetos “ZUMBI”(1995) e “ABC MUSICAL”(1996) como pianista, arranjador e assistente de direção musical.

Em 2007 foi convidado pelo Instituto Baccarelli a ocupar o cargo de arranjador residente da Orquestra Sinfônica Heliópolis, cargo que ocupa até hoje, participando de projetos com Zizi Possi, Leila Pinheiro, Flávio Venturini, Paula Lima, Luiz Melodia, João Bosco, Moraes Moreira, Rappin Hood, Fafá de Belem, Padre Marcelo, Ivan Lins e Guilherme Arantes e hoje atua como arranjador e orquestrador para diversas formações instrumentais pelo Brasil, como a Orquestra OPUS, Orquestra Municipal de Jundiaí, Orquestra Jazz Sinfônica de São Paulo, Orquestra Sinfônica Heliópolis, Orquestra Juvenil Heliópolis, Orquestra de Sopros de Caxias do Sul e da Orquestra Experimental de Repertório de São Paulo.

No mesmo ano se graduou MESTRE em Música pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

Participa como criador de trilhas sonoras publicitárias desde 1988 e trilhas sonoras para dança, junto com a Companhia da Dança nos projetos “Forró for All”(1994), “Mardito Mar”(1995); e com o Balé da Cidade de São Paulo nos projetos “ Como num Jardim”(1997), “Plenilíunio” (1998) e “Deserto dos Anjos”(2002).

No teatro, participou como compositor nas peças de grupo como PIA FRAUS: “Flor de Obsessão”(1995), “O Vaqueiro e o Bicho Frouxo”(1997) e “Frankenstein”(2000). Em 1997 foi criador da trilha sonora da peça “Salomé” dirigida por José Possi Neto e estrelada por Christiane Torloni. Em 2005 fez a trilha sonora de “As Viúvas de Maridos Mortos” de Laís Correa e também da trilha sonora da peça “O Cravo e a Rosa” de Xico Abreu, indicada ao Prêmio Coca Cola como Melhor Trilha Sonora (2006).

Hoje atua como pianista , tecladista, clarinetista, vocalista, arranjador, orquestrador e produtor musical.