Yamaha RIVAGE PM10 faz Turnê pelo Brasil com Jose Carreras

Como José Carreras é um dos tenores mais famosos do mundo, os ingressos para sua última turnê mundial tiveram uma enorme demanda. A turnê "The A Life In Music" teve seus ingressos esgotados em todo o mundo, mas um destaque especial para o técnico de PA Peter Schneekloth foram as apresentações no Brasil, em que ele mixou com um console RIVAGE PM10, da Yamaha.

Peter é o engenheiro de áudio de Carreras por 16 anos, mixando centenas de shows em casas de show, arenas e estádios em mais de 50 países. A turnê "A Life in Music" já começou como um grande sucesso em 2016, no Royal Albert Hall, em Londres. A turnê continuou em outros países pela Europa, Oriente Médio, Estados Unidos, América do Sul, América Central, Austrália, Russia, entre outros. Ingressos esgotados e aplausos de pé se tornaram rotina comum, com a produção de Carreras esperando agendar mais shows em 2018.

Peter considera impraticável viajar com seu próprio console de mixagem por causa do tamanho e da complexidade da turnê, portanto estes consoles são fornecidos por locadores de áudio no território local.

As quatro apresentações no Brazil em Maio de 2017 tiveram seus ingressos esgotados, isso finalmente o possibilitou usar uma Rivage PM10, da Yamaha.

Em Junho de 2016, Peter participou de uma apresentação de Rivage PM10 na sede européia de Commercial Audio da Yamaha em Rellingen, Alemanha. "O Peter imediatamente entendeu o potencial do console, mesmo conhecendo-a numa versão anterior, ele prometeu adicioná-lo para a lista de consoles para as apresentações do Carrera." Essas foram as palavras de Arthur Koll, consultor da Yamaha que ministrou o treinamento. "Ele sempre foi um fã dos consoles da Yamaha e nós tivemos ótimas conversas francas sobre possibilidades em versões futuras."

As RIVAGE PM10 para os shows no Rio de Janeiro, Fortaleza e os dois de São Paulo foram fornecidas pela Gabisom Áudio Equipment de Santo André, com Peter Racy como responsável técnico. Giuliano Quiqueto da Yamaha Musical do Brasil estava a postos como suporte operacional, se necessário, mas Peter achou o console tão intuitivo que o Giuliano teve alguns dias bem calmos!

"Eu acho que foi um pouco tedioso para ele, porque não tinha muito o que explicar", disse Peter, sorrindo. "Foi um grande prazer trabalhar com a Rivage PM10, depois de alguns minutos, me senti em casa. Foi muito simples me acostumar com ela, além disso, foi muito fácil conseguir um som cheio, quente e detalhado. Os novos prés com o SILK do Rupert Neve são incríveis."

“Durante a turnê eu trabalhei com mais de 10 modelos diferentes de consoles, mas a Rivage PM10 é minha favorita!"