Clinicians

TROMBONISTA: Bam Bam

Marcelo Bam Bam é considerado um dos mais habilidosos trombonistas da atualidade. Estudou no Conservatório de Tatuí e contou com uma formação erudita. Ainda assim, o músico já teve diversas incursões pela música popular, tendo trabalhado com artistas como Emilio Santiago e Leila Pinheiro. Também realizou concertos junto à Orquestra Bachiana Filarmônica, comandada pelo pianista João Carlos Martins.

O workshop de trombone do “Sopro Novo Bandas”, comandado por Bam Bam visa esclarecer algumas práticas equivocadas muito comuns entre os estudantes e até mesmo profissionais do instrumento. Bam Bam abordará, entre outros, temas como posicionamento, limpeza, história do instrumento, exercícios para decorar as posições e praticas para desenvolver a sonoridade.

TROMPETISTA: Fernando Dissenha

Fernando Dissenha é paranaense de São José dos Pinhais. Desde 1997 é trompete-solo da Osesp. Com essa orquestra realizou turnês pelo Brasil, América Latina, Estados Unidos e Europa. Dissenha é Mestre pela Juilliard School de Nova York, e já ministrou cursos e master classes em diversas capitais do Brasil e na Universidade de Maryland.

Atualmente é professor na Escola de Música e Belas Artes do Paraná e na Faculdade Cantareira, em São Paulo.

O CD Carambola - primeiro trabalho solo de Dissenha com o pianista Carlos Assis - foi descrito no International Trumpet Guild como “um disco maravilhoso”.

Dissenha pode também ser ouvido em diversas gravações da Osesp pelos selos Bis e Biscoito Fino, e no CD Jobim Sinfônico, disco que recebeu o Grammy Latino de 2004 e foi nomeado para o 48º Grammy, na categoria de melhor álbum Crossover Clássico.

Dissenha foi aluno de Pedro Vital, Antônio Aparício Guimarães e Edgar Batista dos Santos . Nos Estados Unidos estudou com Chris Gekker e Mark Gould

SAXOFONISTA: Erik Heimann Pais

Diplomado em saxofone erudito e MPB/Jazz pelo Conservatório de Tatuí - SP, Erik Heimann Pais aperfeiçoou-se sob a orientação de Dale Underwood (EUA) e obteve o título "Licentiate in Saxophone Performance" pelo Trinity College London. É também graduado em Pedagogia e aluno especial da Pós-graduação na UNICAMP. Foi premiado em vários concursos nacionais, destacando-se o Concurso Nacional de Música de Câmara Henrique Niremberg – RJ onde recebeu, junto ao percussionista Luis Marcos Caldana, o 1º prêmio, por unanimidade do júri, presidido pelo maestro Alceu Bocchino. Atua como músico e solista em bandas sinfônicas desde 97, tendo trabalhado sob a regência de maestros nacionais e internacionais. Ministrou oficinas de saxofone no projeto Pró-Bandas (SEC-SP), Painéis Nacionais de Bandas (FUNARTE) e Curso de Férias de Tatuí. Colaborou nas revistas "Eldorado", "Sax e Metais" e "No Tom" e participou como representante administrativo de conferências em Chicago (EUA), Córdoba (Argentina), Bogotá (Colômbia) e Londres (Inglaterra). Em 2004, foi solista frente ao University of Maryland Saxophone Ensemble sob a regência do maestro Cel. Arnald Gabriel. Organiza junto a Marcos Pedroso os Encontros Internacionais de Saxofonistas desde sua primeira edição em 2004 no Conservatório de Tatuí, onde também foi docente do curso de saxofone erudito, e Coordenador da Área de Sopros. Desde 2006 atua como consultor para a Yamaha Musical do Brasil onde integra o projeto Sopro Novo Bandas, tendo percorrido 11 Estados brasileiros, realizando workshops e recitais. Lançou pela Ed. Irmãos Vitale, o livro "Caderno de Saxofone – Sopro Novo Bandas Yamaha", dedicado as bandas brasileiras. Atua regularmente com a Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí e cria, atualmente, o material didático para o Projeto Guri Santa Marcelina e realiza capacitações à seus professores. Ministrou palestras sobre saxofone na Univ. de Maryland (EUA), Univ. George Mason (EUA) e Univ. Nacional da Costa Rica (CR). Em 2009 foi convidado do "3º Sax Fest Costa Rica Internacional" e integrou o grupo de profissionais participantes do International Visitor Leadreship Program, patrocinado pelo Dep. de Estado Norte-Americano, para visitar 27 instituições de ensino musical entre elas o Peabody Conservatory (Baltimore), Curtis Institute (Philadelphia), New England Conservatory, Berkley College of Music (Boston), Manhatan School of Music e Julliard School of Music (New York). Erik Heimann Pais ocupa desde março de 2008, o cargo de Assessor Artístico do Conservatório de Tatuí e é clinician de saxofone da Yamaha Musical do Brasil.

FLAUTISTA: Marília Gabriela Gimenes

Marilia Gabriela é Doutora em Música pela University of North Texas e Clinician de Flauta Transversal pela Yamaha Musical do Brasil. Gabriela é graduada Bacharel em Música pela UNESP (Universidade Estadual Paulista) e Mestra em Música pela University of Central Arkansas. Seus professores são Jean Noel Sagahaard, José Ananias, Marcus Kiehl, Carolyn Brown e Mary Karen Clardy.

Atuou como professora adjunta de flauta nas universidades Harding University (Searcy, AR), Central Baptist College (Conway, AR) ,Brookhaven College (Dallas, TX); High Schools, Creekview High School (Carrolton, TX), Rockwall Heath High School (Rockwall, TX); Brandenburg Middle School (Garland, TX) e Blue Lake Fine Arts Camp (Camp Bernstein, Muskegon, MI). Foi também professora assistente de flauta doce no Colégio Batista Brasileiro e professora de flauta transversal nas escolas de música da Igreja Batista da Liberdade e Brasilândia. Também participou como flautista na Banda Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo, na Orquestra Jovem da Escola Municipal de Música, na Orquestra Sinfônica de São José dos Campos, UCA Symphony Orchestra, Conway Symphony Orquestra, Pine Bluff Symphony, Arkansas Symphony e flautista do musical “Um Violinista no Telhado”. Foi membro do Quinteto de Madeiras da University of North Texas, conduziu o Coral de Flautas da Universidade e atuou como Professora Assistente de flauta por 4 anos. Foi vencedora da 2004-05 MTNA do Estado do Arkansas, recebeu menção honrosa na Divisão Regional Sul dos EUA e também obteve o primeiro lugar da University of Central Arkansas Concerto Competition.

PIANISTA: Miriam Braga

Miriam Braga teve em sua formação acadêmica a orientação de músicos de altíssimo nível como Amaral Vieira, Homero de Magalhães, Heitor Alimonda, Lina Pires de Campos e mais recentemente Arnaldo Cohen e Bernard Flavigny. Mestre em música pela UFRJ.

Desenvolve atualmente um trabalho de divulgação da música e cultura Latino Americana descatando-se sua produção em Cd que inclui toda obra de Villa-Lobos para violoncelo e piano, os trios para piano ,violino e violoncelo além de obras para piano e Orquestra de Florentin Gimenez e Radamés Gnattali .Esta produção a tem levado aos EUA, Europa, África, e América do Sul ,sempre com grande sucesso de crítica e público. Integra o corpo docente do Conservatorio de Tatui , é coordenadora da Area de Música de Câmara da AACT e atua como pianista no Projeto Sopro Novo Bandas da Yamaha Musical do Brasil.

MAESTRINA: Mônica Giardini

Mestre em Musicologia pela USP, com formação em piano, Bacharel em Violão e Pedagogia Plena, estudou regência orquestral e de banda com os maestros Osvaldo Lupi, Willian Nichols, Roberto Farias, Alceo Bocchino, Joaquim Paulo do Espírito Santo, Fábio Mechetti, Roberto Duarte, Aylton Escobar e Eleazar de Carvalho.

Aperfeiçoou-se nos Festivais de Música de Curitiba, Campos do Jordão e no Festival da Bachakademie, em Sttutgart (1995) com os maestros Peter Gülke e Helmuth Rilling.

Foi aluna e assistente do maestro Juan Serrano na Orquestra Sinfônica Juvenil do Estado de São Paulo e lecionou Artes Musicais na Universidade Mackenzie.

Participou como regente de diversas Conferências e Congressos de Bandas Sinfônicas tais como: 1ª e 2ª Conferências Sul Americana em Tatuí (2002 e 2004); Conferência da WASBE 2005 na Cidade do Cabo – África do Sul; III Congresso Ibero-Americano para Regentes, Compositores e Arranjadores de Bandas Sinfônicas em Córdoba – Argentina (2006) e foi uma das Coordenadoras do I Encontro Latino-Americano para Compositores, Arranjadores e Regentes de Banda Sinfônica no Memorial da América Latina (2007). Recebeu homenagens da Ordem dos Músicos do Brasil em 1998; da Secretaria Municipal de Cultura o Troféu Mulher em Sol Maior em 1999 e Prêmio Mulheres no Mercado 2004.

Foi regente da Banda Marcial Municipal de Arujá, São Paulo, professora do Núcleo de Música do SENAC, assistente de direção artística da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo; lecionou Prática de Orquestra na Universidade Livre de Música e ministrou cursos de Regência, Prática de Ensaios de Orquestra e de Banda pelo Projeto Guri, Pró-Banda e FUNARTE.

Atuou como regente e ministrou cursos de Prática de Banda Sinfônica e Regência nos Festivais: Festival Internacional de Mulheres Compositoras (1995); 1º Festival de Música Corn Products Brasil em Mogi Guaçu (2004); Festival das Montanhas em Poços de Caldas (de 2004 a 2008); Antonina (1998 e 2007) e Londrina (2004 e 2008). Atualmente é regente titular da Banda Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo desde 1992, trabalho que foi a base de sua dissertação de mestrado sob o tema: “A Banda Sinfônica Juvenil do Estado de São Paulo: organização, trajetória e importância na formação de instrumentistas de sopro e percussão”.Doutorado em andamento com o título do Projeto de Pesquisa: A Brasilidade na Obra de E. Villani-Côrtes –Sinfonia nº 1 para Orquestra de Sopros. Gravações realizadas frente a BSJESP: CD - Os mitos e lendas do Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda de Rick Wakeman (2001) selos: Allegretto (Brasil) e Voiceprint (Inglaterra); DVD - Paulistana “Retratos de Uma Cidade” deBilly Blanco (2004).

PERCUSSÃO: Tribores

Formado em 2002 o Tribores tem como objetivo apresentar uma forma diferenciada e empolgante de espetáculo musical. Em sua trajetória o grupo tem buscado espaços para divulgar seu trabalho e assim vem participando de importantes eventos, desde festivais culturais, musicais ou de percussão, nacionais e internacionais até eventos corporativos e de lançamento de marcas.

Daniel Gohn

Daniel Gohn é professor do curso de Licenciatura em Educação Musical da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Mestre e Doutor pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP) e Bacharel em Música Popular pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), é autor dos livros "Educação Musical a Distância: Abordagens e Experiências" (Cortez Editora, 2011), "Tecnologias Digitais para Educação Musical" (EdUFSCar, 2010), e "Auto-aprendizagem Musical: Alternativas Tecnológicas" (Editora Annablume, 2003). Iniciou os estudos de percussão em 1985, tendo aulas com Jayme Pladevall, José Eduardo Nazário e Lilian Carmona. Depois, passou um período de 3 anos na escola Drummers Collective, em Nova York, onde também participou da produção de diversos DVDs educacionais de música da empresa Hudson Music. Além de ser clinician da Yamaha do Brasil, atua como percussionista nos grupos Casa de Marimbondo e Tribores, apresentando-se regularmente em festivais internacionais de percussão.

Edinei Doniseti Lima

Bacharel em percussão pelo instituto de artes da UNESP, onde participou do premiado grupo de percussão PIAP, sob a direção do maestro John Boudler.

Técnico em percussão e bateria pela Fundação das Artes de São Caetano do Sul. Estudou percussão no Piping Centre, em Glasgow - Escócia, em 1997 e 1999, quando também participou de campeonatos de Bandas de Gaita-de-fole em Perth e do Campeonato Mundial, em Glagow.

Teve matérias sobre percussão, bateria e uma série sobre seqüênciamento midi e percussão escocesa, publicadas em revistas especializadas: Playmusic, Magnificas BF e Capoeira.

Foi professor de percussão e bateria das faculdades UNINCOR (Universidade Vale do Rio Verde de Três Corações) e FPA (Faculdade Paulista de Artes).

Fez parte do corpo de jurados dos campeonatos nacionais de Bandas e Fanfarras, organizados pela Confederação Nacional de Bandas e Fanfarras, em 2002, 2006 e 2007. Atualmente é líder do trio de percussão Tribores.

Jefferson Manes

É aluno de Percussão do Instituto de Artes da UNESP, onde participa do grupo de percussão PIAP, sob a direção do maestro John Boudler e co-direção de Eduardo Gianesella e Carlos Stasi.Com o Grupo PIAP participou de diversas gravações e concertos desde 2010.

Estudou percussão clássica e bateria com especialização em MPB/JAZZ no Conservatório Dramático e Musical Carlos Campos em Tatuí, onde teve aulas com Cleber Almeida, Heverton Silveira , Cleber Campos, Luiz Marcus Caldana, Javier Calvino e Jefferson Oliveira.

Como bolsista participoude diversos festivais, tais como: Painel Instrumental, CIVEBRA, Orquestra de Bientos (Colômbia), Curso de Férias de Tatuí, entre outros.

Foi baterista de várias bandas do cenário da mpb e da música pop, sendo que o trabalho mais recente foi junto a Banda Link'edque possui o selo Universal Music.