Abraham Laboriel

Biografia

Embora seja atualmente um contrabaixista de renome mundial, Abraham Laboriel, nascido na cidade do México, 55 anos, inicialmente foi treinado como violonista clássico sob a direção de seu pai, um talentoso violonista e compositor.

Lançou seu primeiro disco na tenra idade de 10 anos, com um grupo local de rock and roll, e depois se apresentou no México durante a adolescência como músico e como ator. Laboriel mudou para o contrabaixo quando frequentava a Berklee School of Music em Boston, obtendo o título de bacharel em composição em 1972. Durante esse tempo gravou com seu colega de faculdade, o vibrafonista Gary Burton, e mais tarde participou das turnês de Johnny Mathis e Michel Legrand. Também trabalhou com o famoso compositor e líder de orquestra Henry Mancini que em 1976 convenceu Abraham a se mudar para Los Angeles.

Essa mudança provou ser o começo de uma carreira de estúdio de imenso sucesso e diversidade, tocando e gravando com expoentes do jazz e fusion como George Benson, Ella Fitzgerald, Herbie Hancock e Joe Pass, e, no campo do pop e rock, com nomes de ponta, como Aretha Franklin, Dr John, Robbie Robertson, Michael Jackson e inúmeros outros. Entre os créditos de diversas trilhas sonoras para cinema, estão The Color Purple, Nine to Five e Terms of Endearment.

Assim como seu trabalho e sua inspiração na fundação para Koinonia e Friendship, este último com o guitarrista Lee Ritenour, Laboriel lançou três álbuns solos aclamados pela crítica - Dear Friends, Guidum e Justo & Abraham - que habilmente mostraram seu talento consumado. Como disse Larry Carlton uma vez: “Existem muitos bons contrabaixistas no mundo, mas existe apenas um e somente um Abraham Laboriel.”