Billy Sheehan

Biografia

Billy Sheehan

Antes de formar a Mr Big em 1989, Billy Sheehan já tinha mostrado suas credenciais enormes no rock com sua banda anterior, Talas, e depois, com o ex homem de frente do Van Halen, David Lee Roth em meados dos anos 80, com quem ele gravou e recebendo dois discos de platina pela vendagem.

Mr Big rapidamente se tornou um sucesso internacional, seu segundo álbum "Lean Into It" que tinha o single ‘To Be With You’ estourando nas paradas nos EUA e em 14 outros países. Ao longo do caminho, Sheehan colheu uma série de prêmios de prestígio da impressa, que além de aparecer 14 vezes como o melhor da Player Magazine do Japão, foi aclamado também pela principal revista de heavy metal do Japão, a revista 'Burrn!' em cinco oportunidades e apareceu um igual número de vezes como ‘Best Rock Bass Player’ na Guitar Player Americana, conseguindo ser parte da 'Galeria dos Maiores' ao lado de artistas como Jimi Hendrix, Paul McCartney e Eddie Van Halen. Em 1999, assinou e gravou a impressão das suas mãos na calçada da fama da Hollywood Rockwalk, no Guitar Center de Los Angeles.

Em fevereiro de 2002, logo depois de lançar seu sexto álbum, Actual Size, a tensão represada por longo tempo fez com que o Mr Big se separasse, mas Billy já tinha lançado no ano anterior seu muito aguardado álbum solo, Compression, bem como muitos outros projetos já estarem em andamento. Entre esses incluiam-se um álbum de contrabaixo todo instrumental, uma gravação experimental de contrabaixo e bateria sob a batuta do maestro Terry Bozzio, e um novo álbum, Time Crunch, com o trio instrumental de ponta Niacin - com Dennis Chambers na bateria e John Novello nos teclados - com o qual Sheehan estava envolvido desde 1996.

No Compression, Billy demonstrou seus talentos múlti-instrumentais, assim como seus talentos de compositor, cantor, além de tocar violão barítono de 12 e 6 cordas - e contrabaixo, é claro - em todo o álbum. Também programou a bateria em todas as faixas, com exceção de duas.

Heitor Castro

Aos 25 anos decidiu dedicar-se à música e ingressou na Guitar Institute of Technology — atual Musicians Institute —, instituto de formação musical situado em Hollywood - Los Angeles (EUA). Lá, teve aulas com grandes expoentes da música, como Joe Diorio, Scott Henderson e Carl Schroeder. De volta ao Brasil em (1997), fundou a rede de escolas Mais que Música, pioneira em ensino musical a distância e que hoje é a líder no segmento, oferecendo aulas de violão, guitarra, canto, piano, bateria e baixo.