O sistema de mixagem RIVAGE PM da Yamaha faz sua estreia no Rock in Rio com a Gabisom

Todo ano o Rock in Rio atrai a nata dos artistas internacionais, juntamente com artistas da América Latina, Espanha e Portugal. A edição de 2019 teve a duração de sete dias no Parque Olímpico no Rio de Janeiro, atraindo uma audiência de 100.000 pessoas por dia. Diversos consoles da Yamaha foram utilizados em cinco palcos, com destaque para a grande estreia do sistema RIVAGE PM sendo utilizado pela primeira vez no festival.

A primeira edição do Rock In Rio foi um festival de 10 dias em 1985. Nos 25 anos seguintes houveram mais duas edições no RJ, depois em Lisboa e Madri, antes de se tornar um festival anual em 2010. No momento o evento alterna entre o Rio de Janeiro e Lisboa, apesar de edições adicionais já terem acontecido.

A empresa de locação Gabisom forneceu os equipamentos de áudio para todos os palcos do festival e neste ano incluiu os sistemas RIVAGE da Yamaha. Dois sistemas RIVAGE PM10 foram utilizados no PA e no Monitor do palco Mundo, dois RIVAGE PM7 como monitor do palco Sunset e um terceiro sistema RIVAGE PM10 no PA do palco New Dance Order. A Gabisom também forneceu o console CL5 utilizado no palco Espaço Favela.

Joe Kaiser, o técnico de PA do Nickelback no RIVAGE PM10

Macarrão, técnico de PA do Raimundos no RIVAGE PM10

Achim Schulze, técnico de PA do Scorpions no CL5

Os sistemas foram configurados pela equipe da Gabisom, enquanto a equipe da Yamaha Musical do Brasil ofereceu suporte técnico e treinamento local para operadores que ainda não estavam familiarizados com o sistema.

"A Gabisom escolheu o Sistema RIVAGE PM como uma parte significativa do rider base do festival, graças à inovação e flexibilidade revolucionárias no design e na operação”, comenta o consultor de áudio profissional da Yamaha do Brasil, Matheus Madeira. “Os operadores puderam aproveitar os 96 canais com o processamento SILK da Rupert Neve Designs para realçar sua sonoridade, enquanto os técnicos do sistema utilizaram toda a flexibilidade de endereçamento para corresponder com qualquer necessidade durante o festival.”

Renato Venom, técnico de monitor do Emicida no RIVAGE PM7

Essa flexibilidade foi destacada por artistas que usaram os sistemas RIVAGE durante o festival, incluindo Foo Fighters, Black Eyed Peas, Nickelback, a lenda do thrash Sepultura, Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB) e muito mais. Isso mostra que o sistema responde bem para diversos estilos musicais, inclusive em grandes palcos.

O sistema RIVAGE PM10 é a escolha de console de mixagem do técnico de monitor do Foo Fighters, Ian Beveridge. “Quando você está na frente de todas essas pessoas, você não quer ter no fundo da mente o pesadelo do console para de funcionar, algo que já aconteceu comigo no passado. Além disso a última coisa que a banda deseja é ter qualquer semente de dúvida sobre a integridade da sua monitoração”, comenta.

“Com o Sistema RIVAGE PM da Yamaha você não passa por isso, ele te permite se concentrar totalmente na mixagem do show e a banda pode confiar totalmente de que vou fazer o melhor nas circunstâncias do dia. Acima de tudo, ele me permite fazer qualquer coisa que quero fazer, qualquer coisa que eu imaginar. Existem diversas coisas no sistema RIVAGE PM que eu não consigo em mais nada que eu utilizei até hoje.”

O técnico de PA do Foo Fighters, Bryan Worthen, também elogiou o sistema, inclusive no meio de uma das sessões de treinamento no local dizendo: “Este é o sistema da sua vida!”

“Como esta foi a primeira vez que o sistema RIVAGE PM foi utilizado no Rock in Rio, para muitos operadores da América do Sul essa também foi a primeira vez que eles o utilizaram,” comenta Matheus. “Todos os operadores que usaram o sistema ficaram surpresos com a alta qualidade do som e sua simplicidade operacional. Eles também apreciaram nosso suporte durante a passagem de som e a apresentação.”

Ian Beveridge, técnico de monitor do Foo Fighters no RIVAGE PM10

“O Rock in Rio é reconhecido como o evento que lidera as tendências de mercado na indústria de entretenimento da América Latina. Ele foi uma grande oportunidade para apresentar o sistema RIVAGE PM para um grande número de profissionais do áudio,” comenta Caio Lenzi, gerente de áudio professional da Yamaha Brasil. “Estamos muito gratos pela Gabisom ter especificado o sistema no festival desse ano e nós vemos um futuro brilhante para o RIVAGE PM na nossa região.”

Em parceria com a Rede Globo de Televisão e a Dolby, a Yamaha Musical do Brasil também forneceu equipamentos para um sistema de som imersivo Dolby ATMOS 4.1.4 na área VIP da Globoplay, situada próximo ao palco Mundo. Um feed 5.1.4 ao vivo era mixado nos estúdios da Globosat e enviado ao console QL5 da Yamaha no local do evento, os sinais eram então roteados ao processador ATMOS da Dolby e reproduzidos pelo sistema com 4x caixas ativas DZR10-D, 2x subwoofer DXS15XLF-D e 4x arandelas VXC8.

“Os convidados VIP, que foram muitos atores, atrizes e artistas famosos, puderam observar o palco Mundo e ouvir os shows ao vivo numa experiência de som imersiva sem precedentes,” destaca Giuliano Quiqueto que, juntamente com Vinícius Mulieri, foram os consultores da Yamaha Musical do Brasil que acompanharam a experiência VIP da Globoplay. “A equipe da Globo ficou impressionada pela qualidade incrível do sistema, inclusive um dos seus diretores executivos mencionou de que esta era “a melhor experiência sonora dentro do Rock in Rio.”

Lounge VIP da Globoplay

Rio de Janeiro, Brazil